sexta-feira, 3 de maio de 2013

QUERO ME SUICIDAR

Você se sente infeliz. O mundo desmoronou ao seu redor. Você perdeu a vontade de viver. Vive em depressão. Vive em angústia. Não vê perspectiva para prosseguir respirando. Não há esperança. Você olha ao seu redor e não vê mais sentido em nada. Quando passa por uma ponte, uma passarela ou algum outro lugar alto, vai até o parapeito e fica pensando “vou me jogar”. Você olha o varal na lavanderia e o imagina em seu pescoço e pensa “quem sabe me enforcando acabo logo com essa angústia”.

De fato existem momentos na vida em que o suicídio passa pela nossa mente. Se você está pensando nisso, gostaria de lhe dizer algumas palavras.

A perda de alguém, o fim de um relacionamento, uma doença grave, um filho que foi preso...ou qualquer circunstância que se faça em desgraça na vida da gente nos serve como um trampolim ao desespero. O suicídio vem então como uma proposta de “alívio imediato”. A filosofia diz que até o suicida é otimista, pois tem esperança. A esperança de que a morte é melhor que a vida.

Não acredito nisso. Acredito que a vida vale mais. Eu não sei a quem este texto vai alcançar. Não sei quem o lerá. Talvez você esteja a ponto de cometer um suicídio e está aqui na internet procurando entender o que é exatamente o fator “se matar”. Talvez esteja vasculhando o mundo digital para coletar experiência de pessoas que já passaram por situações de suicídio em suas famílias.

Bom...provavelmente se o pensamento de suicídio está passando em sua mente, alguma coisa deve ter alavancado isso. Alguma coisa que tenha lhe provocado indiferença para vida. Alguma coisa que tenha lhe dado a ideia de que a morte vai aliviar a depressão que assola a sua alma.

Não gostaria de propor um pensamento raso sobre o assunto.

Entenda. A tristeza é um sentimento natural para o ser humano. Faz parte do nosso ser. Vem em nosso “kit de fabricação”. Quando a tristeza se torna doença, então temos o estado de depressão. Neste momento é preciso procurar ajuda. Eu sou cristão. Como um cristão, primeiramente, faço menção à Deus. Nele temos o principal socorro. Mas creio que a maneira de Deus agir é através de seus “agentes da graça”: Psicólogos, psiquiatras, familiares e amigos. Procure ajuda. Nós somos seres frágeis. Somos seres relacionais. Somos dependentes de Deus.

Se for para se jogar, não se jogue da sacada de seu prédio. Se jogue nos braços de Deus. Se for para se suicidar, que o suicídio seja do ego. Mate o seu “eu” sem precisar aniquilar o seu ser. Comece novamente. Uma vida altruísta. Uma vida em favor do próximo. Decida recomeçar. Peça ajuda. Consolo e alívio temos que buscar em Deus e não na morte.

O suicídio é um pecado imperdoável. Não deixe satanás plantar esta ideia em sua mente. Você é um poema de Deus. Se você olha para a sua própria vida e se vê em desgraça, saiba que a graça se faz abundante onde permitimos Deus agir. Nossa desgraça é o ponto de partida da Graça de Deus.  Nós somos a matéria prima do milagre que Deus pode operar.

Deus é poderoso. Extremamente poderoso. O Seu Caráter é o Amor. O poder que Ele tem em Suas mãos é movido por um Amor Incondicional. Permita que Ele possa agir em sua vida. Deus é bom. As circunstâncias podem lhe querer fazer desistir da vida. Mas não desista. Procure ajuda. Faça isso com a consciência de que Ele irá contigo.

Deus levanta mais cedo que você. Todos os dias. Ele vai até o Sol e diz, vamos brilhar mais uma vez por aquele que amo. Vamos iluminar o dia dele. E aquele que Ele ama é você.

Se o pensamento de suicídio se faz presente em sua mente, saiba que satanás deseja que você acredite que a sua vida não tem mais jeito. Assim como ele fez com Judas Iscariotes. Judas se suicidou. Mas vendo como Cristo viveu. Um Jesus que pregou que o perdão deve ser oferecido 70 x 7. Tenho certeza absoluta que Judas seria perdoado. Que se ele não tivesse se suicidado, Cristo teria lhe proposto reconciliação. Mas satanás plantou uma ideia na cabeça de Judas fazendo ele acreditar que jamais seria perdoado e que só o suicídio lhe daria alívio. Não permita que satanás faça o mesmo contigo.

A vida vale mais. Procure ajuda. Se ajude! Todas as vezes que se sentir tentado a dar “cabo na própria vida” dobre os seus joelhos e clame ajuda a Cristo. Ele sofreu primeiro. Ele foi o primeiro a carregar o sofrimento. Ele sabe o que é o sofrimento. Ele irá lhe ajudar.

Você pode dizer: Mas quem é você para estar escrevendo sobre suicídio!?

Eu sou um homem que, alguns anos atrás, tentou se matar, por estar vivendo uma depressão extrema. Mas Deus, por Sua infinita misericórdia foi ao meu encontro e me resgatou. Ele restaurou minha vida. Então escrevi esta canção:


Antes do Amanhecer

Pedaços da minha face se estilhaçam ao chão
Eu dobro os meus joelhos implorando perdão
Eu me perdi num labirinto sem fim
Me vi longe daqui...
Sem saber...como voltar...
Um precipício a minha frente e um desejo de saltar
Mas Você...foi me encontrar
Criou asas e voou pra me resgatar
E antes do amanhecer voltei a respirar
Uma nova chance pra me levantar
Mentiras e desejos que estavam em minhas mãos
Jogaram o meu mundo no meio da escuridão
Eu não podia mais viver assim
Eu fiquei esperando por Ti...
Sem saber...como voltar...
Um precipício a minha frente e um desejo de saltar
Mas Você...foi me encontrar
Criou asas e voou pra me resgatar
E antes do amanhecer voltei a respirar
Uma nova chance pra me levantar

Querido irmão, a vida vale mais. O choro pode durar uma noite. A noite pode ser uma madrugada, uma semana, um mês, anos...décadas...uma vida inteira...mas a alegria vem ao amanhecer. A alegria de Deus é plena. Procure-o. Você irá encontra-lo no exercer da profissão de um psicólogo, de um psiquiatra. Você irá encontra-lo no amor de sua família. Você irá encontra-lo em amigos, numa comunidade cristã. Procure-o com esta consciência de que pessoas são agentes da Graça de Deus. Antes do amanhecer Ele irá lhe resgatar.  A vida vale mais.

***

Atualização 24/06/2013...

Quero me Suicidar! Este pensamento é, disparado, o mais acessado neste blog. Ele é acessado diariamente por, pelo menos, 3 pessoas que vão no google e efetuam uma pesquisa com o parâmetro “Quero me suicidar”. Mediante essa constatação, achei importante inserir uma atualização neste texto.

Você que está do outro lado da tela! O seu momento não te define como pessoa. A sua situação não te define como pessoa. Você não é o que as pessoas dizem que você é. Você é quem Deus diz que você é. Estes já são bons motivos para você “maquinar” pensamentos na “contra-mão” do suicídio. Além disso, creio na máxima de que é necessário ter muito mais coragem para viver do que para se suicidar. Sim, creio nisso, e acho que este pensamento vai muito além do que uma simples “frase feita”.

Não há uma receita de bolo exata para lidar com depressão e com o desejo de suicidar-se, pois cada caso é um caso. Entretanto, tenho plena convicção de que independente de qual sejam as receitas, Deus é o principal ingrediente. Ele poderá ser misturado com a família, um psicólogo, psiquiatra, um filho, “N” outros ingredientes, mas se Ele não estiver no meio da receita, a mesma não irá funcionar.

O ser humano possui um vazio imenso dentro de si. Um vazio infinito. Um vazio infinito só pode ser preenchido por Algo infinito: Deus. Assim pensou acertadamente Fiódor Dostoiévski. Por este motivo lhe digo que Deus é a chave do entendimento para uma vida que supere a depressão e o desejo suicida.

Deus existe. Se Ele existe, há uma maneira certa de se viver. Você foi feito para funcionar com o “combustível” certo. Este combustível é o Espírito Santo de Deus. Pense nisso: você é a matéria prima da Graça de Deus.

Entregue a depressão e o desejo suicida nas mãos de Deus. Confie Nele. Procure ajuda, pois Deus usa pessoas! Leia a Palavra. Medite. Pois como certa vez disse o teólogo Oswald Smith...”Deus fala, as vezes através de sonhos, muitas vezes através de pessoas e sempre através da Sua Palavra.

Faça isso consciente de que aquilo que nós sabemos é uma gota e aquilo que nós ignoramos é um oceano. Que o Senhor lhê abrace em Sua Graça Misericordiosa. Que o Senhor lhe abençoe grandemente.
 

7 comentários:

  1. Não encontro ajuda em nenhum lugar. Não sei o que está errado. S.O.S.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, meu caro, tudo o que eu lhe disser por aqui soará como artificial, mas creio, no fundo do meu coração, que não é! A ajuda que você precisa não será encontrada em "um lugar", mas sim em uma pessoa: Jesus Cristo. Não receba estas minhas palavras com uma simples insistência de uma pessoa que mantém um blog cristão, mas sim como uma pessoa que já vivênciou diversos pensamentos suicídas. Você já parou para pensar que pode estar com conversando com Deus, ou até mesmo com as pessoas nas quais você está procurando ajuda, com respostas pré fabricadas!? Eu não sei se é o seu caso. Acho que o melhor caminho seria você se comprometer a entender a real graça de Deus. Comece ouvindo as mensagens "Planeta Provisório" e "Não Conjugue o Verbo Sofrer" ministrada por Ariovaldo Ramos. Depois ouça a série "O Perdão que Sustenta o Universo" também ministrada pelo Ariovaldo. Mas antes de ouvir tudo isso, faça um propósito de se esvaziar de tudo...se esvaziar de si. Também lhe recomendo ler o livro "A Oração de Jó" da Sandra Querin e o "Não Conjugue o verbo sofrer" de Ariovaldo Ramos. Também lhe indico os livros "Pela Leveza do Viver" e "Felicidade sem demora" do Villy Fomin. Creio que é um primeiro passo para você conseguir enxergar que a ajuda que você precisa não vem de um lugar, mas sim de uma Pessoa, uma Pessoa cujo o caráter é o próprio amor. O suicídio nunca será a melhor solução, pois o seu momento de vida jamais lhe deifinirá como pessoa.

      Por fim (aliás creio que deva ser o primeiro ato que você deva tomar), te faço um convite: Compareça até a igreja Betesda, no domingo as 10 horas da manhã. Peça para conversar com o pastor Villy Fomin, ou se preferir com o Eliel Batista. Tenho certeza de que eles são pessoas mais do que preparadas para lhe ajudar.

      A Betesda fica em:

      Av. Eng. Alberto de Zagottis, 1000 - Jd. Marajoara
      04675-085 - SP - São Paulo
      +55(11) 5548-0500
      contato@betesda.com.br

      Se você não for de São Paulo, ligue para eles ou mande um email e relate no que precisa de ajuda. Com certeza encontrará um norte para deixar de "sobreviver" e passar a "viver".

      Sei que é muita coisa que passei aqui, mas nenhum problema é tão grande para Deus. De um passo de cada vez.

      De todo meu coração espero ter lhe ajudado.

      Um abraço em Cristo Jesus, e mantenha a mente Nele, pois a mente vazia é casa do diabo.

      Excluir
  2. Já procurei vários psiquiatras, psicólogos, Deus, Jesus, família, amigo e não consigo sair dessa linha de pensamento suicida.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo,

    Hoje, depois que escrevi a minha resposta para o seu comentário, me uni ao meu filho de 6 aninhos para orar por você. Todo ser humano é um poema de Deus. Você não é diferente. Seguirei orando por ti. Esta vida que vivemos é passageira. Logo virá a vida eterna para aqueles que permanecerem em Cristo Jesus. Seja qual for a desgraça que esteja lhe fazendo ter pensamentos suicídas, saiba que a desgraça nas mãos de Deus é matéria prima para a Graça. Da mesma forma que você, poema de Deus, é matéria prima para o milagre. E milagre não é necessariamente uma cura, ou uma causa na justiça...milagre aos olhos de Deus vai além...por exemplo...Deus realiza a cura de um caráter de uma pessoa dentro de um câncer em estado terminal, e isso aos nossos olhos pode ser imperceptível, mas no olhar clínico de Jesus, que não vê apenas situações, mas sim pessoas por completas (em plenitude da vida), Ele vê o milagre.

    A vida vale mais!

    Quando um pensamento suicída vier...repreenda em nome de Jesus. Não desista, continue procurando ajuda nos psiquiatras, família, amigos e tantas outras pessoas, tendo consciência de que Jesus se move através destas pessoas. Como já disse no texto, o choro dura uma noite. Uma noite pode ser dias, meses, anos...mas a alegria vem ao amanhecer...e a alegria de Deus é única...é plena.

    Ele não nos prometeu simplesmente vida eterna...mas sim vida eterna com qualidade eterna.

    ResponderExcluir
  4. Não estou bem,penso em me suicidar,tenho uma filha de 3 anos,e meu marido de deixou por outra mulher...comecei um novo relacionamento e estava feliz durou 5 meses e derepente acabou do nada...vou me suicidar,não tenho pai nem mãe e me sinto só.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo...o Suicídio jamais é uma solução. Por exemplo, no seu caso, se você se suicidar, estará comentendo, juntamente com este ato, o assassinato da mãe de uma criança de 3 anos. Creio que um "blog" não seja o melhor local para lhe dar um apoio necessário com relação à pensamentos suicídas. Além do mais sou um mero pensador cristão. Problemas como estes que você tem relatado não se resolvem em um estalar de dedos (como geralmente desejamos). A dor é um presente que Deus nos dá, mas que jamais desejamos receber (parece contraditório, mas não é, acredite)...depositar a decisão do fator "existir ou não existir" em sua atual situação de vida não é e jamais será o ideal, pois uma vida não é determinada em uma situação, mas sim em toda uma história, e a sua história só se consuma quando o fim for determinado pelo Pai (e não por você).

      Suicidar-se é se definir como deus de si mesmo. É tomar o lugar de Deus. A decisão de viver ou não viver a própria vida não está nas mãos do cristão, pois este sabe que a vida é uma dádiva de Deus e sempre optará por viver, ainda que a dor esteja presente, pois a dor muitas vezes é essêncial no processo da cura do ser humano (no sentido do homem se tornar gente como gente deve ser, em outras palavras, gente igual a Cristo).

      Você recebeu a sua vida com um presente imerecido por parte de Deus. Imerecido, pois todo o homem é merecedor da morte. A sua vida lhe foi dada como um dom, para que você seja tabernáculo vivo do Senhor. Você é vocacionada para isso. Se entender isso, verá que a dor faz parte do processo. Que você está tendo a oportunidade curada "no" (e não "do") abandono do seu marido. Não é fácil de entender. Jamais teria o pensamento arrogante de imaginar que algumas simples linhas digitadas em um blog resolveria um problema de uma família inteira.

      De todo meu coração, orarei por ti e sua família. Pense no que eu lhe disse. Tire o pensamento suicida da mente, procure ajuda. Na Betesda (www.betesda.com.br) ou na ibab (www.ibab.com.br). Nestes lugares você encontrará pessoas especializadas para lhe ajudar. Pessoas bem mais preparadas do que eu.

      Lhe indico especialmente o grupo "Vinte Oito Mais" da Igreja Betesda. Não se preoculpe com dinheiro (não lhe cobrarão nada), apenas vá lá. Se inicialmente não for por causa de si mesmo, vá pela sua filhinha de 3 aninhos.

      Jesus vai agir em sua vida, confie Nele. Pegue as páginas em branco da sua vida, assine e entregue na mão Dele.

      Se o suicídio é o que lhe resta nas mãos e você insiste em bater nesta tecla, que mal terá em arriscar ir nestes lugares procurar ajuda? Um dia a mais ou um a menos? Escolha viver mais um dia...e mais um...e assim por diante, um de cada vez. Procure o pessoal do 28 + da Betesda...relate sua angustia ao líder do grupo (Villy Fomin) e permita que ele lhe ajude...tenho certeza absoluta que irá encontrar a diretriz correta e descobrirá que vale a pena viver.

      Que Deus lhe abrace com todo o carinho. Que o olhar Dele lhe constranja, que Ele fruste todos os seus planos suicídas e que Ele martele 24 horas em sua mente a necessidade de você procurar ajuda na Betesda ou na IBAB. Que a face de Jesus se revele através do olhar da sua filhinha de 3 aninhos.

      Obs.: Você precisa ler o livro "A oração de Jó"...leia...e a libertãção virá. Comprometa-se...disponha-se...apenas de um passo...vá atrás do livro...e comece a ler!

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir